Cão com mil anos e mumificado descoberto no México

Cão com mil anos e mumificado descoberto no México

A descoberta de um cão mumificado há mil anos, no México, pode revelar segredos das tradições de caça das antigas tribos daquele País. Segundo o antropólogo Isaac Aquino, a descoberta foi feita em Candelaria Cave, Coahuila, uma região semi-árida do norte mexicano, sendo este o terceiro cão mumificado encontrado no mundo, depois de casos similares no Peru e Egipto.

Os restos do canídeo foram levados para o museu de Torreon, onde serão investigados. “[Esta descoberta] reforça a ideia que os cães foram colocados como companheiros em tradições funerárias dos nómadas da região, o que nos leva a crer que estes animais já eram então domesticados”, explica Alejandro Bautista Valdespino, outro arqueólogo.

Os especialistas acreditam ainda que os cães eram já utilizados na caça. “Esta é a primeira mumificação canina que tem um contexto arqueológico”, explicaram os investigadores. Assim, junto ao cão foram encontrados centenas de humanos e milhares de artefactos antigos, incluindo têxteis, cestos, arcos e flechas.

 

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores