Medida pode levar a redução de €1,4 milhões/ano na agricultura e indústria

Medida pode levar a redução de €1,4 milhões/ano na agricultura e indústria

A implementação de variadores electrónicos de velocidade (VEV’s) nos sectores da indústria e da agricultura melhora a eficiência energética e leva à redução dos custos da factura de electricidade das empresas. O plano passa pelo financiamento da aquisição dos equipamentos até um máximo de 70% do valor das despesas elegíveis.

A medida denominada “Aplicação de Variadores Electrónicos de Velocidade em Empresas dos Sectores da Indústria e da Agricultura” prevê uma diminuição do consumo anual de energia eléctrica na ordem dos 18,9 GWh. Isto equivale a uma redução de custos de €1,4 milhões/ano, nos dois sectores envolvidos.

O financiamento total disponível é superior a €530 mil. Os beneficiários desta medida têm ainda ao seu dispor, e até ao final do ano, uma verba para aquisição de VEV’s superior a €300 mil. O número de empresas interessadas em aderir a esta medida e melhorarem a eficiência energética é grande, de acordo com a Adene.

Os VEV’s, também denominados fontes de frequência variável ou conversores de frequência, são a ferramenta com maior potencial de poupança associado a motores eléctricos – permitem um arranque suave do motor e uma constante adequação da sua velocidade às cargas ou necessidades do processo. A redução de energia associada à utilização de VEV’s chega mesmo a atingir em alguns casos os 85%, para além de aumentarem a vida útil do motor e dos acessórios mecânicos. Este equipamento é aplicado na alimentação do motor; tem uma dimensão reduzida e é de fácil e rápida instalação.

O prazo de submissão de candidaturas para esta medida vai até 31 de Dezembro de 2012 e contempla equipamentos com uma gama de potência de motores entre 37 e 160 kW. A execução deste plano está a cargo da Agência para a Energia, sendo promovido pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos.

Mais informações e condições deste concurso podem ser consultadas no site da ADENE aqui e no site do Programa GERE aqui.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores