Hélder Pecho Cossa: o jovem moçambicano que quer ser Ministro da Justiça (com VÍDEO)

Hélder Pecho Cossa: o jovem moçambicano que quer ser Ministro da Justiça (com VÍDEO)

Chama-se Hélder Pecho Cossa, é um jovem moçambicano de 14 anos e a vedeta de uma campanha de solidariedade da Unicef e Ikea Foundation, um projecto que conta com o apoio do Ministério da Educação de Moçambique e que procura tornar realidade os sonhos de Hélder e outras crianças moçambicanas.

O grande sonho de Hélder é que, um dia, os pobres tenham acesso à justiça. “Tenho o sonho de defender os direitos dos mais pobres no meu país”, explica o jovem estudante.

Embora o número de crianças a frequentar o ensino básico em Moçambique tenha aumentado regularmente, muitas ainda ficam de fora. Estima-se que dois terços das crianças com idade para frequentar o ensino básico abandonem a escola antes de concluírem o 5º ano.

Hélder Pecho Cossa é uma dessas crianças em risco de ficar pelo caminho. “Comecei a ir à escola aos cinco anos. Infelizmente adoeci e o meu pai levou-me para ser tratado na África do Sul, o que significa que perdi muito da minha escolaridade.”

Ainda assim, Hélder tem grandes sonhos. Tem a esperança de, um dia, poder estudar Direito na universidade. “Sonho vir a ser Ministro da Justiça. Gostaria de ajudar a proporcionar o acesso dos pobres à justiça e de assegurar que os seus direitos fossem protegidos.”

Este sonho, porém, pode ser difícil para um rapaz cuja mãe ganha a vida com a revenda de lençóis, que compra a um retalhista em Maputo. “Com sorte, consegue vender um lençol e, com o lucro da venda, compra comida e paga todas as nossas despesas”, explica o jovem.

Grande parte dos sonhos de Hélder poderão um dia ser realizados através do projecto Escolas Amigas da Crianças, uma iniciativa que está a trabalhar em melhorias numa grande diversidade de áreas da sociedade moçambicana: educação, saúde, água e saneamento, assistência social e comunicações. O objectivo é melhorar a permanência e o rendimento dos estudantes mesmo nas regiões mais pobres.

Aos poucos, a vida das crianças de Moçambique está a mudar. E, com apoio contínuo, as crianças não só podem ir à escola, como aí podem permanecer e adquirir os conhecimentos que lhes vão ser úteis pela vida fora. Para que, tal como o Hélder, possam vir a dar o seu contributo.

“Preocupa-me muito a proteção das crianças que vivem na rua, trabalham no campo ou são enviadas para a África do Sul para trabalharem nas minas em vez de irem à escola,” diz. “Gostaria de ajudá-las porque têm direito à educação.”

A Unicef está no terreno em mais de 190 países, tentando ajudar as crianças a sobreviverem e desenvolverem-se, desde os primeiros anos de vida e ao longo da adolescência.

Veja o vídeo, filmado por Hélder em 2011, e que retrata as crianças que, em Moçambique, são obrigadas a trocar a escola pela venda de produtos na rua.

A Campanha de Peluches pela Educação, da Ikea Foundation, visa ajudar a financiar projectos educativos de qualidade para crianças que vivem em situação de pobreza, nos países em desenvolvimento. Desde que esta campanha teve início, em 2003, a campanha já angariou €47,5 milhões, ajudando a melhorar as condições de vida e de educação de mais de 8 milhões de crianças, em 45 países, incluindo Moçambique.

 

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores