China: mil patos foram encontrados mortos em rio

China: mil patos foram encontrados mortos em rio

Ao mesmo tempo que se concluem os trabalhos de limpeza de 22 mil porcos mortos no rio Huangpu, em Xangai, o país volta a enfrentar um novo fenómeno estranho – cerca de 1.000 patos foram encontrados mortos no rio Nanhe, em Pengshan, província de Sichuan. Ao contrário do Huangpu, a água deste rio não é própria para consumo.

Os patos foram encontrados por moradores, que alertaram o departamento de meio ambiente. Os animais mortos estavam colocados no interior de mais de 50 sacos de tecido. Depois de recolhidos, os corpos foram desinfectados e enterrados.

A causa das mortes ainda não foi determinada porque muitos dos patos já estavam em estado de decomposição, de acordo com a BBC. Mas as autoridades garantem que não há risco para a saúde pública, uma vez que a água do rio já não era potável e, logo, não usada para consumo.

Uma investigação inicial afasta para já a hipótese de as aves mortas terem sido despejadas no rio por agricultores locais. O Wall Street Journal especula se este fenómeno, juntamente com o dos porcos, pode estar relacionado com as medidas severas que o país está a tomar no que diz respeito à venda ilegal de carne contaminada.

“Desde que a polícia intensificou os esforços para reprimir o mercado ilegal de animais doentes, no ano passado, ninguém vem aqui para comprar porcos mortos”, disse um aldeão.

A notícia dos patos tem provocado críticas e consternação por parte de alguns moradores da região. As opiniões de indignação têm sido manifestadas online por utilizadores da Weibo, uma versão chinesa do Twitter.

Foto: Sob licença Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores