Envio de alimentos para África é inútil, defende David Attenborough

Envio de alimentos para África é inútil, defende David Attenborough

David Attenborough, rosto familiar dos documentários sobre vida selvagem, defendeu que o envio de ajuda alimentar para África, com o objectivo de pôr fim à fome, é inútil. Segundo ele, enquanto houver falta de terra de cultivo suficiente para alimentar tantas pessoas, o envio de comida para o continente é desnecessário.

Attenborough, de 87 anos, baseou-se no caso da fome na Etiópia: “São demasiadas pessoas para um pequeno pedaço de terra. É disso que se trata. E nós estamos a tentar não ver”. Pedir constantemente às Nações Unidas que enviem ajuda alimentar para o terreno, na sua óptica, não faz sentido.

Attenborough defende que a grande prioridade de acção tem de residir no controlo populacional, acrescentando que o mundo “está a caminhar para um desastre, a não ser que façamos algo”. Admite que há “grandes sensibilidades” em torno deste tema, mas que ele tem de ser discutido.

“Se não fizermos nada, o mundo natural vai fazer alguma coisa” – foi outra das mensagens que deixou numa entrevista ao Daily Telegraph. Attenborough defende que é irresponsável ter uma família numerosa no mundo superpovoado de hoje e que os seres humanos são uma “praga sobre a Terra”. Admitiu, contudo, que “ter um europeu a dizer aos africanos que não devem ter filhos não é o caminho a percorrer”.

O naturalista britânico alertou também que as gerações futuras terão vidas menos felizes e saudáveis do que as actuais, com os recursos cada vez mais explorados e a beleza natural do planeta a desaparecer.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

1 comment

  1. Aksanti

    Eu gostaria de ajudar em projectos no meio da: educação , agrónoma, saúde, em Moçambique e estou á procura de identidades sérias onde investir! Podem ajudar-me com contactos?!
    Muito obrigada
    Aksanti Cruz

Patrocinadores