Nova espécie de lagosta foi baptizada com o nome de Mandela

Nova espécie de lagosta foi baptizada com o nome de Mandela

Uma nova espécie de lagosta que foi descoberta na costa da África do Sul foi baptizada com o nome científico de Munidopsis mandelai, em honra de Nelson Mandela.

A criatura, que é mais parecida a um caranguejo eremita do que a uma lagosta, foi descoberta na região inexplorada do sudoeste do oceano Índico, ao largo da costa da África do Sul já em 2011. Porém, o animal permaneceu sem denominação científica até agora.

A lagosta foi encontrada a uma profundidade de 750 metros e é bastante pequena, com uma carapaça de apenas sete milímetros. O novo animal foi descoberto por Diva Amon, uma estudante de doutoramento que desenvolve a sua investigação no Museu de História Natural em Londres.

O animal foi posteriormente enviado para Paul Clark, um perito em invertebrados do museu londrino, e Enrique Macpherson, dos Centros de Estudos Avançados de Blanes, na Espanha, para ser identificado. “Descobrimos a nova espécie inesperadamente, durante uma investigação subaquática a madeira e ossos de baleia no monte subaquático no sudoeste do oceano Índico, uma área inexplorada”, indicou Diva Amon. “A descoberta é outro exemplo de como a exploração das águas profundas continua a revelar os mistérios dos ecossistemas subaquáticos”, acrescentou.

“A espécie foi recolhida a uma grande profundidade numa área isolada ao largo da costa sul-africana e foi identificada no verão de 2013, indicando que a exploração das águas profundas continua a fornecer novas descobertas científicas. Achámos que seria um tributo justo baptizar esta descoberta em honra de Mandela, um homem notável”, explicou Paul Clark.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores