Moçambique é o 22º país do mundo onde morrem mais crianças com menos de 5 anos

Moçambique é o 22º país do mundo onde morrem mais crianças com menos de 5 anos

A taxa de mortalidade das crianças até aos cinco anos de idade é um indicador do bem-estar infantil e calcula a probabilidade de se morrer entre o nascimento e os cinco anos, expresso por cada 1000 nascimentos vivos. Segundo um novo relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Moçambique registou uma taxa de mortalidade de 90 crianças.

Com este valor referente ao ano de 2012, Moçambique ocupa o 22º lugar na tabela mundial e apresenta um progresso face à taxa de mortalidade de 233 crianças por cada 1000 que o país possuía em 1990. Em crianças com menos de um ano, Cabo Verde apresenta igualmente uma melhoria na taxa de mortalidade, passando de 155 no ano de 1990 para 63 há dois anos atrás.

No entanto, o relatório aponta que Moçambique é um dos países menos desenvolvidos em todo o mundo, num conjunto de países assim classificados pelo Escritório do Alto Representante das Nações Unidas para os Países Menos Desenvolvidos, Países em Desenvolvimento Sem Litoral e Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento (UNOHRLLS).

A publicação desta lista – liderada pela Serra Leoa com uma taxa de mortalidade de 182 crianças – tem como objectivo oferecer um retrato detalhado das circunstâncias das crianças em todo o mundo. Este novo índice da UNICEF pretende proporcionar aos governos factos sobre os quais se possam basear nas suas tomadas de decisões e que ajudem a melhorar a vida das crianças.

Os valores apresentados no relatório sobre a taxa de mortalidade infantil surgem de um grupo formado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Departamento de Assuntos Económicos e Sociais das Nações Unidas  (UNDESA) e o Banco Mundial.

Foto:  bachmont / Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores