Construções proibidas matam dezenas de pessoas no Burundi

Construções proibidas matam dezenas de pessoas no Burundi

Violações dos códigos de planeamento e construção de edifícios foram em grande parte a causa da morte de dezenas de pessoas e a destruição de 3500 casas durante uma chuva torrencial no início deste mês em Bujumbura, capital do Burundi, informa o IRIN.

Esta hipótese é colocada por Bernard Sindayihebura, professor na Universidade de Bujumbura, que aponta para vários relatórios que advertiam sobre tal eventualidade.

As crianças representam a maior parte das 68 mortes do dia 10 de Fevereiro, numa cidade rodeada por colinas muito íngremes. Cerca de 15.000 pessoas ficaram sem casa e estão agora hospedadas em cinco núcleos ao redor da cidade, onde o governo local e a Cruz Vermelha fornecem alimentos e outros bens essenciais.

“A maior parte das vítimas construiu as suas casas nos leitos de grandes cursos de água, onde a construção é proibida”, afirmou Sindayihebura, especialista em planeamento urbano. “A maioria das construções mais recentes na cidade foram aleatórias e não seguiram os regulamentos”, acrescentou.

“As inundações causaram o deslizamento de terras”, disse Sindayihebura, que informou ainda que novas inundações poderão ocorrer em breve, nomeadamente perto das margens do Lago Tanganica – cuja profundidade aumentou um total de dois metros desde 2005.

Foto:  Jeff Attaway / Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores